Nevado Acay - Rumos: Roteiros para sua próxima aventura!
Nevado Acay
 Arquivos disponíveis:
Trekking leve
Montanhismo fácil

País - Argentina Bookmark and Share

Nevado Acay

Altitude Máxima: 5745 metros.

Altitude Mínima: 4000m em Muñano

Temporada ideal: Outono e primavera

Outros locais do roteiro:

  • Acay Grande
  • Acay Chico
  • Forma da obtenção dos dados:

    GPS 62 Cs por Pedro Hauck e Maria Tereza Ulbrich

    Mais informações sobre este roteiro:


    O Nevado Acay é uma das montanhas mais famosas da província de Salta. Ela domina a paisagem da região de San Antonio de Los Cobres, que é a porta de entrada da Puna nesta província. Local de onde partem as expedições para as dezenas montanhas de 6 mil metros da Puna de Atacama, das quais destacam-se o Llullaillaco, Quewar, Aracar, Pili, Socompa e outros.

    O Acay é a cabeceira do vale de Calchaqui, habitado há mais de 10 mil anos, é patrimônio cultural da humanidade. Tal vale é cortado pela mítica Ruta 40, que tem seu ponto mais alto justamente na “Abra” (colo) del Acay, numa altitude de 4895 metros. Este é o ponto mais alto de uma estrada formal na Argentina.

    Apesar da altitude da Abra del Acay, menos de mil metros abaixo do cume da montanha, a rota normal do nevado não é por ali, mas sim pela estação abandonada de Muñano do famoso “Tren a las Nubes”. Esta estação é alcançada pela ruta 51, a estrada que liga San Antonio a Salta.

    Seu acesso requer um veículo alto e de preferência tracionado. O veículo chega até 4731 metros sem muitos percalços, porém veículos pequenos e tracionados, conduzidos por um bom motorista, pode ir um pouco além, num local chamado de "mina" onde fica muito perto o cume e há um local para acampamento bem protegido do vendo, porém sem água.

    Para os mais precavidos, é possível acampar numa curva da estrada ao lado do ponto mais alto onde há água e dali sair até o cume à pé. Esta é a rota contida neste tracklog. Se você desejar continuar até a mina, é só atravessar o rio num bom 4x4 e continuar a estrada que é bem marcada.

    O ataque ao cume pode ser feito diretamente desde San Antonio de los Cobres, sem necessidade de acampamento base na montanha. No entanto, pela altitude, é necessário estar aclimatado, o que muitas vezes não é o que acontece, já que o Acay pode ser usado com montanha de aclimatação, desde que, você esteja pelo menos há dois dias na região da Puna acostumado com uma altitude de 3600 metros.

    A rota apresenta uma inclinação moderada e cerca de 1000 metros de desnível (desde o acampamento da curva e 700 desde a mina). Trata-se de uma ascensão fácil, não técnica, mas que devido a presença de rochas soltas (acarreos) pode ser muito cansativa.

    Do cume descortina-se uma bela vista para a Puna e as montanhas ao redor, como a Serra de Cachi, o Quewar, Tuzgle e o Chañi, as montanhas mais próximas dali.

    Os melhores meses para escalá-lo são de Março/Abril e Setembro/Outubro. No entanto é possível fazer cume no verão, estando de olho na previsão de tempo.

    Aparentemente o Acay já era escalado pelos Incas há mais de 500 anos atrás.





    Veja esse roteiro no Google Earth:

    Quer contribuir com o Rumos?

    O Rumos está aberto a contribuição de seus leitores. Clique para saber mais.

     



    .
    O site Rumos: Navegação em Montanhas é mantido pelo Portal AltaMontanha.com - Consulte nossa Política de Uso!