Monte Roraima - Rumos: Roteiros para sua próxima aventura!
Monte Roraima
 Arquivos disponíveis:
Trekking leve
Montanhismo fácil

País - Venezuela Bookmark and Share

Monte Roraima

Altitude Máxima: 2769 metros.

Altitude Mínima: 1288 Paraitepuy

Temporada ideal: Dezembro a Março

Outros locais do roteiro:

  • Roraima
  • Salto Angel
  • Roraiminha
  • Serra do Sol
  • Kukenan
  • Forma da obtenção dos dados:

    Via GPS 60 CSX por Pedro Hauck, Dezembro 2010/Janeiro 2011

    Mais informações sobre este roteiro:


    Em termos de relevo, o Monte Roraima não é bem uma montanha. Ao invés de ter um cume pontiagudo e elevado, ele apresenta um cume amplo, pois é uma montanha em forma de mesa, meseta em espanhol, chapada em português e Tepuy, na linguagem indígena local. O Roraima é exatamente o tepuy mais alto da região.

    O Monte Roraima ficou mundialmente famoso depois que Conan Doyle escreveu o livro "Elo perdido" em que descreve uma aventura ficticia em um monte Roraima que era habitado por dinossauros. Apesar da fantasia, Doyle acertou em dizer sobre a antiguidade da paisagem do Monte Roraima. A rocha, o quartizito, tem mais de 2 bilhões de anos e o relevo, mais de 80 milhões, um dos compartimentos de relevo mais antigos do mundo.

    A montanha situa-se numa triplice fronteira entre Brasil, Venezuela e Guiana, mas o único acesso possivel à pé é pela Venezuela. Em todos os lados, no entanto, há paredes gigantes escaláveis em dezenas de dias de puro big wall.

    Acesso:


    A cidade base para ir ao monte Roraima é Santa Elena de Uairén, na Venezuela. Para chegar lá pelo Brasil, deve-se tomar um vôo até Boa Vista, capital do Estado de Roraima e de lá ir para Pacaraima, que fica na fronteira. Este caminho de 200 km, leva cerca de 3 horas para ser feito de carro, ou 4 de ônibus, desde a rodoviária de Boa Vista. Uma boa alternativa para ir à Santa Elena é sair de Taxi desde Boa Vista. O preço da viagem fica mais em conta para quem vai em grupos.

    Uma vez em Santa Elena, você precisará encontrar maneiras de ir até Paraitepuy, onde começa a trilha para o Monte Roraima. Não há transporte público para lá, o normal é que se contrate nas agências de turismo um transporte para fazer a ida e a volta.

    Guias são obrigatórios para ir para a montanha, você acertará com um numa agência, que pode oferecer outros serviços, como refeição, barracas etc. Se você tiver seus equipamentos próprios, ganhará poder de barganha com as agências e gastará menos. Se seu grupo for grande, também poderá negociar um preço individual menor. O fato é um só, não espere algo selvagem do Roraima, ele é bastante turistico e as agências irão te oferecer de tudo e ganhar dinheiro em cima de tudo também.

    Dificuldades:

    O monte Roraima pela trilha normal não é uma montaha dificil. A maior parte da trilha é plana, atravessando os terrenos da Gran Sabana na aproximação e caminhando no amplo cume. Apenas no dia da subida ao cume e descida é que haverá uma inclinação significativa no relevo. Mesmo assim é considerada fácil se você tiver alguma experiência em montanhismo.

    Clima:

    A região da Gran Sabana está próxima da linha do Equador, onde o tempo e quente o ano todo. Mesmo assim é recomendável ir durante os meses de Dezembro a Março, que são os meses que chove menos. Espere enfrentar calor na aproximação e frio no cume. Leve bastante repelente, pois no começo da caminhada há muitos mosquitos.

    Equipamentos:

    Dentre os equipamentos básicos de camping, leve um anorak bom para aguentar chuva e barrar o frio do vento. Estar seco no cume é sinonimo de não passar frio. O tempo por lá muda muito rápido entre o frio e o quente, então anoraks bons são os equipamentos que farão toda a diferença fora o normal para se levar em uma caminhada como esta: Barraca, botas, bastão de trekking, fogareiro, saco de dormir para frio, isolante térmico etc.

    Roteiros:

    O comum é que as pessoas fiquem 6 dias na montanha, contando 2 para ir, 2 para voltar e 2 no cume. Se tiver poder de negociação, há passeios de 8 dias que são mais caros e que levam você até a Proa, que fica entre a Venezuela e a Guiana.




    Veja esse roteiro no Google Earth:

    Notícias Relacionadas:

    Quer contribuir com o Rumos?

    O Rumos está aberto a contribuição de seus leitores. Clique para saber mais.

     

    Recomendamos à você:



    .
    O site Rumos: Navegação em Montanhas é mantido pelo Portal AltaMontanha.com - Consulte nossa Política de Uso!