Ojos del Salado - Rumos: Roteiros para sua próxima aventura!
Ojos del Salado
 Arquivos disponíveis:
Trekking leve
Montanhismo moderado

País - Chile Bookmark and Share

Ojos del Salado

Altitude Máxima: 6899 metros.

Altitude Mínima: 750m (Copiapo) 2584m (Fiambala)

Temporada ideal: Setembro-Março

Outros locais do roteiro:

  • Vicuñas
  • Tres Cruces Sur
  • Tres Cruces Central
  • Ojos del Salado
  • Muerto
  • Condor
  • Incahuasi
  • Patos
  • Bonete Chico
  • Solo
  • Ata
  • Cazadero Grande
  • Nacimiento
  • Antofalla
  • Forma da obtenção dos dados:

    Dados obtidos por Maximo Kausch usando um Garmin Colorado 300 em Janeiro de 2011

    Mais informações sobre este roteiro:


    A Ruta 60 (pela Argentina) está asfaltada e em boas condições. A estrada nacional 31 (pelo Chile) não está asfaltada, porém pode ser percorrida (com cuidado) por qualquer veículo. Ao sair da 31, um veículo 4x4 com suspensão alta é requerido.

    Para escalar o Ojos del Salado pelo Chile, é necessária uma permissão do DIFROL (Departamento de Fronteiras e Limites do Chile, que é requerida de maneira descomplicada pela internet. Esta permissão pode ser exigida no controle fronteiriço de Maricunga e o controle em Laguna Verde.

    Até 2011 era necessário pagar uma permissão para escalar a montanha, porém atualmente não é mais necessário. A permissão autorizava o uso de refúgios e acampamentos em Laguna Verde, Laguna Santa Rosa, acampamento Atacama, Refúgio Claudio Lucero e Refúgio Tejos. Com o fim da concessão, todos estes refúgios ficaram sem manutenção, porém seu uso é gratuito.  Ajuda por ser obtida por VHF 149.485 MHz.

    A região é extremamente remota e requer o escalador levar água desde Fiambalá ou Copiapó. Combustível extra é também extremamente necessário, pois as distâncias a serem cobertas alcançarão mais quilômetros do que o tanque de combustível consegue oferecer. Se o escalador não dispôr de veículo 4x4, não é recomendado que ele ande fora da estrada 31, tendo assim que andar longas distâncias à pé e correndo o risco de não encontrar água nos locais de acampamento.

    É muito importante o escalador ter uma boa estratégia de aclimatação. Aprenda sobre este assunto na seção de saúde dos Artigos do AltaMontanha.com

    Aproximação e acesso:

    Uma vez no alto da Puna de Atacama, em Laguna Verde, lado chileno do Paso San Francisco, o escalador deve ir ao refúgio Claudio Lucero, que é o começo da trilha 4x4 que dá acesso ao Ojos del Salado. Este refúgio contém aproximadamente 15 camas com colchão e banheiro do lado de fora. Não há água nas imediações do refúgio, sendo necessário trazer tudo em veículo. Ali é um ponto importante para aclimatação. Pode-se matar o tempo conhecendo a Laguna Verde e se banhando nas águas termais que existe ali perto.

    A partir do Refúgio Claudio Lucero, é necessário um veículo 4x4 alto para fazer a trilha que vai até o refúgio Atacama, que é formado por um container. O acampamento fica a 5200m e água ali só existe se o local estiver nevado. Novamente um 4x4 é muito importante. O veículo só chega até ali, sendo impossível continuar até o próximo refúgio, o Tejos.

    Do acampamento Atacama o escalador pode alcançar o refúgio Tejos a pé em 3 horas. O refúgio é feito por 2 containers metálicos contém 6 camas com colchão e existe um rio de água turva. A água pode ser decantada e bebida.

    Ataque ao cume:

    Do refúgio Tejos, o cume é normalmente alcançado de 7 a 9 horas.

    Boa parte deste tempo se gasta para atingir a cratera do antigo vulcão, numa pendente de inclinação contínua que quando está sem neve é repleta de rochas soltas onde é difícil progredir, são os chamados "acarreos". Se a montanha estiver nevada, as condições poderão ser melhores, desde que a neve não esteja muito fofa. Foi nestas condições que Pedro Hauck e Waldemar Niclevicz escalaram a montanha em 2013.

    Uma vez na cratera, deve-se bordejar a mesma pela esquerda e depois subir uma canaleta de rochas soltas que acaba numa pequena parede onde há uma corda fixa. Este trecho é bastante exposto e penoso, tanto pela elevada altitude quanto pelos ventos fortíssimos que quase sempre assolam a região. Por este motivo, a escalada no Ojos del Salado é considerada mais difícil e perigoso que, por exemplo, o Aconcagua.

    O cume é estreito e pequeno. Ali está instalada a caixa metálica do projeto patrocinado pelo Banco do Chile onde foram escaladas todas as montanhas acima de 6 mil metros daquele país.

    Equipamentos necessários:




    Veja mais:

    :: Relato de Pedro Hauck sobre ascensão ao Ojos del Salado
    :: Expedição guiada por Maximo Kausch ao Ojos del Salado pelo GenteDeMontanha




    Veja esse roteiro no Google Earth:

    Notícias Relacionadas:

    Quer contribuir com o Rumos?

    O Rumos está aberto a contribuição de seus leitores. Clique para saber mais.

     



    .
    O site Rumos: Navegação em Montanhas é mantido pelo Portal AltaMontanha.com - Consulte nossa Política de Uso!