Licancabur - Rumos: Roteiros para sua próxima aventura!
Licancabur
 Arquivos disponíveis:
Trekking moderado
Montanhismo fácil

País - Bolívia Bookmark and Share

Licancabur

Altitude Máxima: 5921 metros.

Altitude Mínima: 4.350 metros (refúgio)

Temporada ideal: O ano todo

Outros locais do roteiro:

  • Cerro Toco
  • vulcão Juriques
  • Cerro Laguna Verde
  • Vulcão Sairecabur
  • Forma da obtenção dos dados:

    Georreferenciamento de tracklogs 31/5/2010 e coleta de waypoints in situ por Parofes.

    Mais informações sobre este roteiro:


    O vulcão Licancabur é um estratovulcão perfeitamente cônico quando observado do lado chileno. É considerado adormecido, não extinto.

    Ruínas que cercam o vulcão e até mesmo em sua cratera evidenciam que nenhuma erupção ocorreu pelo menos nos últimos 500 a 1000 anos. Em sua cratera também há um pequeno lago de 70 metros de largura e 90 metros de comprimento, considerado um dos mais altos do mundo. Na região, há um lago com maior altitude situado no vulcão Lullaillaco a cerca de 6.300 metros, outro na cratera do vulcão Pili, a 6.020 metros.

    O vulcão Licancabur juntamente com seu vizinho próximo Juriques dominam a vista do salar de atacama e de cidades vizinhas, é visto desde 150 kms de distância de qualquer direção.

    Aproximação: Desde San pedro de Atacama consiga um transporte até a Laguna Blanca, este pode ser privado ou um micro ônibus de alguma agência que esteja deixando a cidade para passeios como Salar de Uyuni e Laguna Verde. Tenha certeza de que o transporte pare na Aduana para que faça sua entrada legalmente na Bolivia, pois é deste lado que fara sua ascenção.

    Não é aconselhável tentar a ascenção em solitário a não ser que seja bastante experiente, abertura de novas rotas estão fora de cogitação pois o vulcão é cercado de campo minado, todo cuidado é pouco.

    Centenas de metros após a Aduana há um refúgio muito bom (4.350 m), limpo e barato para se hospedar e aclimatar antes de tentar o cume.

    Na vila de San Pedro de Atacama existem diversas agências que contam com guias de alta montanha com centenas de ascensões aos vulcões da região, porém o preço é bem salgado, cerca de US$ 300.00. Ao chegar no refúgio, contrate um guia local lá mesmo, custará 10% deste valor.

    Ascensão:

    Desde o refúgio siga caminhando (se contratar o guia no refúgio, terá carona até aprox. 4.400 m de frente para a Laguna Verde) e margeando a Laguna Blanca, do outro lado verá uma imponente montanha, é o Cerro Laguna Verde de 5.680 metros. Continue até chegar a Laguna Verde, siga as marcas no chão de carros até que ela se acaba em um local plano que serve de estacionamento. Já estará na base do vulcão.

    Apesar de absolutamente nada técnica, a subida é exigente, pois o desnível supera os 1.500 metros e a altitude poderá cobrar seu caro preço se não estiver bem aclimatado. A ascenção para aclimatados pode levar de 4 a 6 horas, dependendo do sesempenho, para não aclimatados entre 6 e 8 horas, se chegar ao topo. Muitas pessoas tentam e desistem por não serem montanhistas e por não estarem aclimatados, descem com uma terrível dor de cabeça.

    No falso cume (que lembra muito o falso cume do Cerro San bernardo – Cordon Del Plata) verá o cume e um totem de pedra com alguns galhos e bandeirolas. Na cratera verá a laguna licancabur que apesar de ficar congelada a maior parte do ano, possui uma fauna própria e até algas em seu interior. Também verá ruínas na cratera do vulcão.

    A rota de descida pode ser a mesma de subida, mas também pode ser diferente, um acarreio de rochas soltas desde as ruínas da cratera, muito bem marcado não há como errar. Siga este acarreio diretamente até chegar às ruínas ao pé do vulcão e depois siga para seu transporte.

    A vista de 360 graus desde a cratera é realmente sensacional, dentre as montanhas mais próximas é possível ver muito de perto a gigantesca cratera do vulcão Juriques (5.706 metros), um pouco mais distante o Cerro Toco (5.604 metros) que também era um vulcão e possui até hoje atividade extrativista de enxofre a 5.000 metros. Também próximo, diretamente a norte, é possível observar o enorme vulcão Sairecabur e seu cume chamado de La teta. Na maioria dos dias até mesmo San Pedro pode ser vista. Muito mais ao longe se vê o vulcão Putana (constantes fumarolas) e Colorado.

    Contém no anexo:

    • Tracklog de ascensão ao Licancabur


    Veja esse roteiro no Google Earth:

    Notícias Relacionadas:

    Quer contribuir com o Rumos?

    O Rumos está aberto a contribuição de seus leitores. Clique para saber mais.

     



    .
    O site Rumos: Navegação em Montanhas é mantido pelo Portal AltaMontanha.com - Consulte nossa Política de Uso!