Mercedario - Rumos: Roteiros para sua próxima aventura!
Mercedario
 Arquivos disponíveis:
Trekking moderado
Montanhismo fácil
Montanhismo moderado
Montanhismo difícil

País - Argentina Bookmark and Share

Mercedario

Altitude Máxima: 6770 metros.

Altitude Mínima: 3100m (Laguna Blanca) 2200m Santa Ana

Temporada ideal: setembro a novembro para coisas mais técnicas e setembro a março para os menos técnicos

Outros locais do roteiro:

  • Pico Polaco
  • Ramada
  • Alma Negra
  • Mesa
  • Mirador
  • Forma da obtenção dos dados:

    Aproximação pelo valle del Colorado obtida por Pedro Hauck em 2007, demais dados obtidos por Maximo Kausch em 2009/2010

    Mais informações sobre este roteiro:


    O Mercedário é uma das montanhas mais bonitas da Cordilheira Central. Apresenta dificuldades e uma paisagem semelhante ao Aconcágua, que fica poucos quilômetros ao Sul. No entanto é um lugar muito mais selvagem ideal para quem já tem experiência e deseja fazer uma montanha aos moldes do "Sentinela de Pedra" mas com mais exclusividade e desafio, até por que na região não há infraestrutura.

    A região do Mercedário também é uma das que mais tem montanhas acima dos 6 mil metros de altitude, como o Ramada, Mesa e Alma Negra, além de outros pico com mais de 5 mil, como é o Pico Polaco e Cerro Negro. Portanto é uma região muito interessante para a prática do montanhismo de altitude.

    Neste tracklog há dois acessos à montanha. Um pela rota normal, que é pela face nordeste da montanha e outro pela face Sul, que é a segunda maior parede de gelo de todos os Andes. O acesso à face Sul, pelo vale do rio Colorado, também é o mesmo para todas as montanhas citadas acima.

    Chegando lá

    A cidade base para a região do Mercedário é Barreal. Para chegar lá há duas maneiras, uma por Mendoza, que é a mais rápida e outra por San Juan.

    Barreal tem hotéis, campings e restaurantes, porém não tem local para aluguel de equipamento. o que deve ser feito em Mendoza. É possível conseguir transporte para a montanha e mulas ali.

    Chegar nesta cidade não é o problema, no entanto dali para a montanha as coisas complicam. O acesso ao Mercedário se dá por uma estrada particular mantida por uma mineradora. Esta estrada é bem transitada e segura, no entanto como não há transporte público, as pessoas que levam os montanhistas até a base da montanha costumam cobrar caro, principalmente se for pela rota normal que é mais longe e existe atravessar o rio Colorado, o único local onde pode ser exigido 4x4 e um carro mais alto. Se você for realizar o acesso pelo vale do Rio Colorado o percurso é menor e a travessia do rio é feita a pé.

    Rota Normal:

    Chegando de carro até o refugio de Laguna Blanca (3180m), que fica ao lado do lago com este nome começa a caminhada até os acampamentos altos da montanha.

    Se você não estiver aclimatado, sugere-se que esta progressão seja gradual. Este processo é muito importante para evitar problemas com a altitude. Aprenda sobre este assunto na seção de saúde dos Artigos do AltaMontanha.com.

    Há diversos locais para acampar ao longo do vale. Todos com grama e água à vontade. No entanto é mais comum fazer um primeiro acampamento em Cuesta Blanca (4385m), localizado há cerca de 9 km do refúgio Laguna Blanca. Lembrando que escaladores não aclimatados devem planejar um pernoite mais abaixo antes de chegar ali.

    O próximo acampamento bom, também usado para aclimatação, fica apenas 3,7 km dali, é Pirca de Incas (5210m), um anfiteatro bastante protegido do vento, onde começa uma subida abrupta que leva ao último local de acampamento, de onde pode ser lançado o ataque ao cume, La Hoyada, 1,5 km à 5660 metros de altitude. Elevado, exposto, onde é comum haver tempestades elétricas nos finais de tarde de verão. Apesar disso, ali tem água se o tempo estiver quente.

    O caminho rumo ao cume, depois de Hoyada, se faz tangenciando uma vertente que, quando está sem neve, é repleta de "acarreos" que são pedras soltas resvaladiças. Este tramo é longo e leva diretamente onde a rota normal e da face sul se encontra, na base de uma subida mais abrupta que leva ao falso cume do Mercedário.

    Chegando neste falso cume, não se desespere. Apesar do visual aparentemente longo até o cume verdadeiro, o caminho é mais fácil do que parece, pois é possível passar pelos outros cumes falsos por baixo sem precisar fazer muitos sobes e desces.

    Rota da Face Sul

    A rota para a Face Sul se faz subindo o caudaloso vale do Rio Colorado. Esta aproximação é longa e penosa de 31 km que começa num posto da Gendarmeria Argentina chamado Sant Ana, que fica do lado esquerdo do rio. Recomenda-se nem cruzar o rio para se comunicar com os militares, pois o serviço deles é dificultar sua escalada. Siga pelo lado direito onde inclusive é a trilha.

    Em diversos momentos as vertentes ingremes do vale chegam até o leito do rio e assim é inevitável cruzá-lo. Pense em alternativas para que isso ocorra de maneira menos traumática, como um chinelo que se agarra bem aos pés. Em hipótese algum cruze com as botas nos pés para evitar bolhas.

    É difícil realizar este trajeto em um só dia sem mulas, como fez Pedro Hauck em 2008. Desta forma é possível escolher um local ao lado do rio com grama para acampar e continuar no dia seguinte.

    O acampamento base da montanha por este lado é Pirca de Polacos. Ali pode ser estabelecida a base para outras montanhas da região, que podem ser usadas como montanhas de aclimatação.

    O caminho até a base da parede pode ser feito por duas maneiras, como evidenciado no tracklog.

    Uma vez na base da montanha, deve-se acordar de madrugada para iniciar a escalada. São 2 mil metros de parede com inclinação que chega ao máximo 60 graus, porém com muito verglas e penitentes. É muito difícil dar segurança em todo o tramo, sendo necessário uma escalada "à francesa" ou em solo. Trata-se de uma ascensão exaustiva e perigosa.

    Um acampamento alto pode ser feito no alto da parede, acima dos 6 mil metros. Dali até o cume é outro tramo longo. A descida pode ser feita pela rota normal.

    Trajeto:

    • Uspallata - Cume
    Rotas disponíveis:

    • Rota normal (Incas)
    • Parede Sul

    Equipamentos necessários:

    Veja mais:



    Veja esse roteiro no Google Earth:

    Notícias Relacionadas:

    Quer contribuir com o Rumos?

    O Rumos está aberto a contribuição de seus leitores. Clique para saber mais.

     



    .
    O site Rumos: Navegação em Montanhas é mantido pelo Portal AltaMontanha.com - Consulte nossa Política de Uso!